Adicionar por Snapcode


Arquivos

OLHA PRA MIM QUANDO EU TÔ FALANDO CONTIGO

sb

“Eu moro sozinha. Adoro promover encontros da minha família na minha casa. Preparo tudo com carinho, me dedico a isso. Então, estão todos à mesa e cada um com seu celular: um preocupado, talvez resolvendo assunto do trabalho; outro rindo, mas não para mim; outro conversando com pessoas que não estão ali; marcando coisas para […]

Ler Mais

Experimente ser você

178300-325820-lgbt-1

Há cinco anos, a Level abriu as portas com a proposta de oferecer entretenimento a quem quer que fosse. A ideia era proporcionar a cada um uma festa do jeito que quisesse. Nesse lugar onde é permitido ser de verdade, nenhuma roupa foi censurada, nenhuma dança foi estranha demais, nenhum beijo foi reprimido, ninguém foi […]

Ler Mais

OS ESPECIALISTAS

Microphones of various styles isolated over white background

Minha mulher passou por uma cirurgia bariátrica. Depois de quase um ano resistindo, metade dele convicta em não fazer, decidiu. Decidiu que era a melhor (única?) maneira de reverter o diabetes. Decidiu que tomava remédios demais para os seus 30 anos. Decidiu ter uma vida mais longa e melhor. Com a cirurgia, deixaria também a […]

Ler Mais

“Vagabundagem”: um ideal de trabalho

empirestateconstructsmall

Quem faz greve é vagabundo. Gente de bem, pai de família, trabalhador… faz hora extra. E, quando o faz ganhando pouco é mártir. Ganhar nada também não é bom. É ser escravo, “povo que não tem virtude”. E disso temos vergonha (do povo da senzala, nunca da casa grande). Ganhar muito, pode. Só não é […]

Ler Mais

O que eu não entendo sobre o piXo

pixoprapensar12

Antes de qualquer coisa, você, Grande Entendedor das Coisa Tudo, leia esse texto como um um “me explica isso aí”. E me explique, se achar que vale.   Pixo não é arte. É deboche, é política, é poética, é manifesto. É isso, mas não é arte. Não pra mim, até então. Não consigo entender como […]

Ler Mais

Morreu de que, o menino do cabelo rosa?

rosas

A resposta que eu não soube dar direito à senhora que me perguntou na praça. A minha resposta sem certezas, ela questionou, agora sem querer explicação. “E que mundo é esse onde a pessoa morre por ser quem é?”   Morreu de que, o menino do cabelo rosa? Morreu de morte morrida. E de morte […]

Ler Mais

Alice e outros abraços perfeitos

charlie-brown-snoopy-hug

Alice me abraça devagarinho. Normalmente precedido de uma corridinha com os braços abertos, o abraço chega apertado, sem pressa, cheio de saudade. E é para “deixar a saudade sair” que a gente não se solta tão cedo. Ela me abraça na chegada como se não lembrasse há quanto tempo não me vê. Na saída, como […]

Ler Mais

UM DETALHE IMPORTANTE

crop

Uma vez alguém me corrigiu por usar a expressão “um detalhe importante”. Eu nem discuti, porque, talvez, semanticamente, a pessoa tivesse razão. Tá lá no dicionário: “pormenor”, “minudência”, “pessoa ou fato sem importância”. O fato de eu achar que detalhes importam era, naquela ocasião, menos discutível do que o paradoxo de alguém dar tanta importância […]

Ler Mais

ADOTE UM HATER

adolph-hitler-micropenis-650x350

Você reclama ou elogia com mais facilidade? Você é mais intenso quando muito feliz ou quando bate o dedinho numa quina? Então: a raiva tem poder…  Essas conclusões nasceram do meu último papo com um amigo de quem vou falar lá na última linha, para irmos direto ao assunto: 1. haters têm espaço, proteção e apoio. E […]

Ler Mais